Conselho escolhe estudo de projeto de universalização do Sistema de Esgotamento Sanitário

A previsão é de que ainda neste semestre seja lançado o edital da concorrência do projeto que beneficiará 68 municípios de MS

Campo Grande (MS) – Na última quarta-feira (31) foi realizada, na Secretaria de Estado de Governo, a reunião do Conselho Gestor do Programa de Parceria Público-Privada de MS (CGPPP) que selecionou, após análise do parecer emitido pela Unidade Central de Parceria Público-Privada do Estado, o estudo técnico a ser utilizado na estruturação do projeto de universalização do Sistema de Esgotamento Sanitário em Mato Grosso do Sul. A empresa que obteve a  melhor pontuação foi a Aegea Saneamento e Participações S.A e o resultado foi publicado no Diário Oficial do Estado nº 9.422, nesta sexta-feira (2.6).

Em 24 de março de 2017, as empresas autorizadas apresentaram os estudos técnicos destinados à implantação, expansão, reabilitação, operação e manutenção dos sistemas de esgotamento sanitário da área urbana da sede dos municípios atendidos pela Sanesul.

“Os estudos técnicos desenvolvidos foram de altíssima qualidade e muito aderentes ao edital de PMI. Certamente contribuirão muito para a estruturação da modelagem definitiva”, ressaltou a Secretária Especial do Escritório de Parcerias Estratégicas (EPE), órgão da Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), Eliane Detoni.

Os estudos serão utilizados na estruturação do projeto da futura parceria público-privada.  A previsão é de que ainda neste semestre sejam realizadas consulta e audiência públicas, e lançado o edital da concorrência para selecionar a empresa que ficará responsável pela universalização dos serviços de esgotamento sanitário.

Jéssika Machado – Secretaria de Governo e Gestão Estratégica (Segov).

Foto: Divulgação/ Sanesul