Ranking de Competitividade: especialistas discutem as potencialidades e desafios de MS

Entidades responsáveis pelo ranking apresentam indicadores e ministram workshop para gestores públicos

Campo Grande (MS) – A Secretaria de Governo e Gestão Estratégica recebeu, na última semana, a equipe do Centro de Liderança Pública (CLP) e da Consultoria Tendências, responsáveis pela elaboração do Ranking da Competitividade para apresentar detalhes e discutir as potencialidades e desafios do MS, que obteve em 2017 a 5ª classificação entre todos os estados do país, após a comparação do desempenho dos estados em indicadores de diversas áreas.

“Desde a divulgação do ranking temos tido uma motivação muito grande, não apenas pela evolução do estado mas, principalmente, pela referência que ganhamos em termos de métrica para a elaboração de políticas públicas que gerem resultados em longo prazo e com foco em áreas prioritárias, como prevê nosso modelo de gestão”, destacou o secretário de governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel.

“Essa interação com os gestores busca a melhoria e compreensão dos indicadores”, destacou a diretora do CLP, Luana Tavares.

Na ocasião, a Diretora Executiva do CLP, Luana Tavares, destacou a importância dessa análise conjunta com os governos: “Essa interação com os gestores gera o resultado que esperamos que é buscar a melhoria dos indicadores e, principalmente, entender como utilizá-los. Essa experiência de sentar com os secretários de estado e gestores para discutir da realidade do governo nos auxilia a traduzir nas nossas iniciativas, ferramentas que ajudem na prática a melhorar as políticas públicas”, explicou Luana,  que também apresentou a metodologia de definição dos itens e atribuição de pesos dos indicadores que compõem a média final.

Para o Superintendente de Gestão Estratégica, o uso dos indicadores em muito auxilia a definição das prioridades do Contrato de Gestão, do Planejamento Estratégico: “ é importante selecionar ações de governo que movimentem os indicadores estratégicos de forma positiva. Tomar decisões ou pensar em projetos sem considerar os resultados possíveis, pode gerar gastos desnecessários, projetos descontinuados e, principalmente, população não atendida” – pondera Thaner.

Presença

A apresentação contou a presença dos secretários de Estado da Segov, Eduardo Riedel e da Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta; do procurador-geral, Adalberto Neves Miranda; dos secretários-adjunto de Governo, Jade  Julianelli Afonso; da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Guaraci Luiz Fontana; do subsecretário de Comunicação, Ico Victório; do superintendente de Gestão Estratégica, Thaner Nogueira; e do sócio da Consultoria Tendências, Adriano Pitoli, além da equipe da Superintendência de Gestão Estratégica (SGE).

Workshop

Aproveitando a presença dos consultores, também foi realizado no período da manhã da última sexta-feira (27/10), um workshop com a consultora Flávia Belotti da CLP, para os gestores das áreas de educação, segurança pública, tributária e fiscal com o objetivo de compreender os indicadores dessas áreas e planejar ações de aprimoramento.

Sobre o Ranking

Mato Grosso do Sul ocupa a 5ª posição na classificação geral do Ranking de Competitividade dos Estados 2017, divulgado nesta semana.  O estudo é realizado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Grou e considera 66 indicadores, agrupados em 10 pilares estratégicos para o desenvolvimento brasileiro. Segundo o ranking, a pontuação do Estado foi de 62,7, numa escala de zero a 100, desempenho acima da média nacional (47,9). Nas quatro primeiras posições do ranking estão São Paulo, Santa Catarina e Paraná, além do Distrito Federal.

Mais informações podem ser acessadas em matéria sobre o desempenho do MS.

Jéssika Machado – Secretaria de Governo  e Gestão Estratégica (Segov). 

Fotos: Edemir Rodrigues